quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Dentro de mim...


Dentro de mim mora uma puta
que se deita nas letras
morrendo de gozos...
E, nesse lance gostoso,
as letras me invadem
feito a flecha do Cupido
em cima do meu corpo
fazendo-me em fluídos...
Escorrem-me pelo dorso
e ainda por cima, crio o poema mais lírico
vestido de lingerie...

2 comentários:

Ricardo Rayol disse...

um crime um blog tão erótico como esse não ter a visitação que merece

Miucha disse...

Gostei dessa sua poesia dentro de mim tb mora uma puta. Parabéns