quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Fome da tua dura!


Sou gulosa.
Eu quero tudo no fundo...

profuso
intruso
no uso

Tenho fome e sede
gula de boca...

na frente
atrás
de enviés
rente
beirada

Daquele mastro valente!

que fode
enfia e implode
jorra lava
incandescente
indecente...

Que me sacia e reacende

a cava
o furo
o canyon
rachadura...

EXPELE!...

Um comentário:

Metalwizard disse...

Só se me permitir expelir agora pois é impossível suportar tanta delicadeza e safadeza juntos em uma única mulher: VOCÊ. Bjos molhados.