sábado, 29 de novembro de 2008

Prelúdio


Esse delírio que me abate
em miragens e visões
em Saaras e Oásis
tresloucadas sensações
Me chegam flavônios
em leques abanos
me varrem em transe
de ópios mundanos
Manifestações melífluas
que me embebem e me domam
Sodomizam minha alma adúltera
e minhas pernas de tão bambas
se abrem á você...
Meu delicioso vagabundo!

Um comentário:

Um admirador disse...

Mulher, você escreve como poucas. Tens o dom de excitar nas palavras, tens a malícia, a sensualidade. Obrigado pela gostosa leitura.