quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Sordidez...


- E no gritante de suas águas
o mistério das adagas pulsantes
no fino corte escorrido... retalhado e preciso
em diáfanos entrecortantes...
Assim... me esvaindo
em sangues e papoulas nuas
Um vício... uma fonte escarlate...
Uma língua derramando
todos os cios e todos os ópios
Pingando luxúrias
em todos os vagabundos...
E, nas suas águas, ainda sinto
o olor de todas as fêmeas que por ti, se abriram...
E me impregnam o seios, os bicos intumescidos e os meios
Misturam-se à minha seiva translúcida
e você degusta... bebe e sorve...
Espalha o hálito em teus devaneios mais vulgares
e sacia nos meus pêlos toda a sua insanidade...

4 comentários:

conversaatrevida disse...

"Espalha o hálito em teus devaneios mais vulgares e sacia nos meus pêlos toda a sua insanidade..."

e não é o que no segredo dos nossos devaneios nós desejamos...e aguardamos?

bjo

Confissões de Um Ego disse...

Oi anjo...saudades de vc...obrigado pelo carinho e vou sim fazer como a fenix...ressurgir das minhas cinzas e depois voltar "novo e mais lindo e forte".....ha vê se aparece de novo no msn...vê se coloca feeds no seu blog....vê se coloca aquela ferramenta pra acompanhar...e vê se tira as letrinhas de confirmaçao qd a gente vem comenar...

Escrevendo na Pele disse...

Oi, meu lindo, saudades também. Pode me explicar detalhadamente as configurações? Beijos.

Dando a Bunda pra Bater disse...

Gosto da sua maneira de escrever, sabia? Você acrescenta...

Beijos

Enfil