quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Vem, finca e entorna...


Me atola gostoso esse pau

deixa eu sentir esse facho

no traço do racho,

no corte da greta,

essa chama em lavas

escorrendo do grosso.

Do talo ao pescoço

esse leite... essa nata...

Que eu bebo bem quente

rente à xota,

frente as tetas...

O colosso de Príapo.

Mostra esse lance

de jorrar profundo...

No cu e nas ancas.

Esse frenesi que me encanta

e me deixa mais puta,

mais safada,

mais tarada

Querendo o tronco

de qualquer jeito e maneira,

fazendo lambuzeira...

Derretendo o sacana

na minha cara e

na minha xana...

Vem que eu tô nervosa

querendo fincar

o bicho bem duro

no meu rabo gostoso...

na minha vadia peluda...

na minha boca sedenta...

Vem, finca e entorna...

2 comentários:

Metalwizard disse...

eu vou sim. Te sentir assim tão íntima, amante e amada é um delírio muito intenso. Só a lhe agradecer pela felicidade e pelo prazer que me proporciona de poder gozar junto contigo. Deliciosa...

viajante disse...

Demais...quero me derreter entre seus montes de prazer...saciar minha vontade...desfrutar dessa beldade...que cheira, inspira...que ama...delira...bjão pra ti!!!