terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Dedos amantes...


Dedos amantes nunca me traem
Sabem de mim e dos meus ais
Me tocam com gosto em todos os pontos
Instigam ofegantes e sem alardes
Remexem na fenda e sentem o racho
Melado e viscoso... doce entalho...
Que me escorre em cascatas
Me tatuando por entre as coxas...

2 comentários:

Anônimo disse...

Só sensualidade. Do jeito que quero.

Leo disse...

Um tesao sua poesias e textos eróticos...Adoraria publicar algo seu no sexiamginarium...beijossssssss