segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

ESTANQUE...


Mãos que choram...
deslizam na silhueta
de um corpo
insinuante...
estonteante...
À procura de alento
num frenesi constante.
Arrancando
gemidos abafados
sussuros...
Ahhhh... to gozandoooo...
A cama à espreita
num sigilo
quase nulo
já entregue aos lençóis
entre choros e
soluços...

3 comentários:

Ricky Bar disse...

Quando me lembro, cada movimento se repete!
Estou no chuveiro, você entra...
Olhar que me engole...
Gulosa
Livra-se das roupas e vem
Ao ver o tamanho da minha vontade
Estremece
Seu abraço me envolve
Arrepiando minha pele
Teus mamilos intumescidos colam em meu peito
Mãos firmes descem pelas costas
Seguem a linha da coluna
Aperta as nádegas...
Todas as sensações mescladas ao beijo quente,
Molhado, urgente.
Mordo de leve a tua boca provocando
Minha língua desliza pelo teu peito
Deixando-a mais excitada
Fica mais evidente minha fome por você
Desliza, lambendo meu ventre até encontrar o que quer...
Gostoso, rijo, te querendo.
Me faz gemer... Quase grito
Ante a visão da tua boca...
Me fazendo desaparecer em você
Me enlouquece...
Passa a língua de maneira indecente
Maldosa, mas prazerosa em mim.
Faz do meu corpo o palco das tuas delicias...
Me quer inteiro na boca
E devagar, pressiona com os lábios.
Sumo e apareço em você
Percebe minha agonia...
Tua boca molhada
Que me deixa assim, maluco.
Não suporta mais...
Tuas mãos tiram o cabelo do rosto...
Alcança minha boca...
Me beija com loucura
Sugo teus seios alternadamente
Boca escorregando...
O barulho da água caindo sobre nós...
Nossos olhares que não se desgrudam...
Se encosta na parede do Box...
Te abraço por trás...
Meu peito encostado nas tuas costas
O abraço apertado, sentindo todo corpo...
Tuas mãos imobilizadas...
Louca de desejo...
Implora pra que entre em você...
Se abaixar.
Separa as pernas
Sente a invasão das tuas fendas,
Explode todo teu mel
Liquido venenoso que me embriaga.
Enlouquece de tesão de prazer...
Por querer senti-lo todo em você...
E sente... nos encaixamos ali mesmo.
De costas... com calma e com cuidado,
Com tesão vira o rosto, me oferece boca...
Nos possuímos
Gemidos dentro do Box que ecoam,
Palavras obscenas nos ouvidos...
Vapor do nosso calor invadindo o banheiro...
Tuas mãos em mim...
E juntos, colados,
Queremos mais,
Nosso desejo é sagrado!

Monday disse...

perfeita combinação entre imagem e texto ... ler um ou olhar o outro, a mesma sensação ... parabéns pelo post

Paulo Tamburro disse...

Com muito prazer.