terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Gozando...


Gozo, gozo muito. E na intensidade dos teus dedos, eu me lambuzo... Sei que o paraíso é o teu ouriço em minha pele, minha derme... epiderme. Perco o tino, o siso, me deixas gostosa e atrevida. Bandido! Deliro nas asas do condor, em pleno êxtase e flama... o declínio é tão logo sentido por entre as coxas... alçando vôo em teus dedos de novo...

Um comentário:

Anônimo disse...

Leitura deliciosa moça.