sábado, 6 de dezembro de 2008

Pensamento-Ave


Ainda que o gozo escorra sobre o papel...


Meu pensamento é ave, voa em altares... enleva a prece. Apressa-se de encontro aos meus anseios. Subjuga-me. Prostra-me. Emudeço. O vento já canta em meus cabelos esvoaçantes... uiva altivo e ressoante... majestosa noite. Frio cortante... serenando pirilampos... luz... linda Selene sem candeeiro jogada aos céus... Os mares batem de encontro as rochas. Estrondo... lamento... embriagando-me... torpe, beberico as ondas... me arrepio... congelo. Estática fico. Pensamento-ave... Orion me vê, me sente, me acarinha... aconchegante. Proteção de Pégasus... cavaleiro andante. Galopa minhas ancas febris... meus quadris largos... as gotas despontam céleres... o gozo na comunhão dos que blasfemam. Abençoando-nos. A aurora do meu corpo já desperta. Inflama como flechas vivas... calhandra música sonora. Sol candente amorna-me a alma. Acalma... nas cordas do alaúde, ainda invento orgasmos... numa pauta... numa linha tão vagabunda quanto a folha amassada em que eu gozo... palavras que me enlanguescem...

2 comentários:

Ricky Bar disse...

A Loba Em Luxúria

Uivo minha luxúria
Sobre teu desejo.
Tuas ancas arqueadas
Dançam alucinadas,
Quando te possuo.
Mordo-te a nuca em descontrolada fúria.
Assim a tenho, assim és minha assim quer!
Aprisionado em teu luar
Vago nos teus sonhos,
Não querendo despertar.
Clamas pelo nosso amor mundano,
Nas entranhas a te profanar
Não deixando que o desejo,
Consiga se acalmar!

Xana disse...

Meu pensamento agora é ave!!!rs
Bju!!