sábado, 17 de janeiro de 2009

Fogo de Vesta


Quero a tua libertinagem pura
Sobre o meu corpo ungido e vadio.
Donde o fogo ilumina e crepita
Desejosas fagulhas em delírio...
Luzes, sobrepostas, incendeiam
Febres terçãs em vertentes.
Anjos e demônios ofertam
Manhas, prazeres e cios...
Não existem ungüentos e emplastros,
Só vadiagem, tara e libido
Quando somos labaredas altivas
E nos damos em lanhos, suores e salivas...

14 comentários:

suavesencantos disse...

Vadiagem,tara e libido,uma combinação extremamente explosiva e deliciosa,

bjos.

Metalwizard disse...

Meu corpo está aqui unicamente para ti e teus anseios. Retornou para amar-te loucamente, sem refúgios, sem medos, sem exitações. E neste belo texto entrogo-te o que me há de mais essencial: meu coração repleto de amor e louco para delirar em tuas traquinagens. Bjs.

Metalwizard disse...

Reencontrando meu espírito escritor e correndo atrás de minha inspiração adormecida. Por isso sumi. Mas de tanto ler-te e amar-te ao ler teus escritos entendi que boa parte de minha alma poética esteve sempre contigo. Bjs.

Cris Rubi disse...

Amiga, obrigada por me acompanhar, gostei daqui, esse lugar me deixa muito a vontade rsrs
bjinhus pra ti

Reidar disse...

Que delícia.
Fiz muito disso nesse fds, por isso me senti em casa ao ver este Post. Tudo de bom. ;)

ELTON NEVES O ANJO DAS LETRAS. disse...

Sua poesia é maravilhosamente devassa,linda,completa,fala dos nossos desejos mais secretos e mais sinceros,realmente vc escreve na pele,coisas da pele,perdo-me o trocadilho,mas é honesto e sincero. Beijos amor,vc é uma poetiza maravilhosa.

Monday disse...

Ma, parece que o cara da foto tava com fome, não? ... rsss

se cuide, minha menina, beijos e bom final de semana ...

Bosse H disse...

Gostei

Cadinho RoCo disse...

É assim que o momento fica bom e luminoso, fogo aceso calor que transpira.
Cadinho RoCo

Cadinho RoCo disse...

De tão bom voltei.
Cadinho RoCo

conversaatrevida disse...

nos damos em lanhos, suores e salivas...

confesso que o LANHOS eu tive que procurar no dicionário.
Tudo bem que dizem que poesia NÃO se explica...se sente, mas eu NÃO resisto a a prender algo novo...rs

Vc, como sempre, mestre em colocar em palavras os suores e salivas...

Bjos

Chirifulfly disse...

"libertinagem pura", TAVA REFLETINDO SOBRE ISTO HOJE.

Paulo Tamburro disse...

Você sabe que mamei até os 4 anos de idade?Conheço bem isto(rs).Dou muito valor a estas coisas!!!

O CLARO disse...

Labaredas altivas não se apagam com suores e salivas...
Poesia direto na veia bolindo e expandindo com nossa libido...
Ótimos, blogue e poesias.
ABRAÇOCLARO