quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Sabores Dele


Quando o vento gemeu
gemi em dueto
Cismei com o sopro
e com o ar envolvente
Estremeci em suores
blasfemei o intento
Ele, o vento, e seus recados
lambuzou-me o corpo
de doces pecados...
Retirou-se em suspiros
e com ele, apenas lembranças
de um cálido encontro...
Enquanto minha boca
ainda saboreava-o ao relento...

2 comentários:

Dando a Bunda pra Bater disse...

Copiei essa para mostrar para alguém em especial. Ela também adorou o blog.

Beijos,

Enfil

Apogeu disse...

Oi, nossa! Ate as brisas tão brandas, ficam eróticas em tuas palavras. Confesso-me um fã seu, vc escreve muito bem, saboreio cada palavra sua, lambuzando-me a imaginação.

Eu to começando agora a escrever, ainda brigo um pouco com as palavras..rs, mas se mesmo assim ficar curiosa.

"mi casa es su casa"..rs

xupadinha do apogeu