sábado, 3 de janeiro de 2009

Sangue...


Quisera ser a água de seus anseios
e que em paredes vazadas
sentisse os meus desejos...
Ébrios desejos em amuralhados
sonhos...
Me retorne a bastilha
e me enforque
Antes mesmo do
coagular do meu sangue.
Quero que sintas
o aroma mais adocicado
que te ofereço...

Um comentário:

[ rod ] disse...

Quando a longa busca enfim acaba há "gozo" a ser vivido... no fervor de calorosos anseios.

Bjs moça e obrigado pela mensagem lá no dogMas.








Novo Dogma:
ceGo...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/