sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

SEIOS


Seios rijos
Atons de luzes
resplandecentes
Inocentes?
Indecentes
De luxúrias
e brasões...
Abrasadores
e convulsivos
Prestimosos
em se dar...
Mamá-los
como bebês
Sugá-los
como favos
Instigá-los
como loucos...
Seios insígnias
postos reis
em tronos magníficos
e em pecados
dulcíssimos...

6 comentários:

Tio Rogs disse...

E lindos!
heheh

Bjs, passando pra me deliciar um pouco... ;)
Muito bom!

Prince Cristal disse...

Delicia de seios....
bom fim de semana....
Beijos

Monday disse...

fiquei com vontade de ter mãos em lingerie ...

Chiko Kuneski disse...

Que beleza de poema. Totalmente perfeito. Uma amiga do RL me indicou teu blog. Especial.

Se quiser visite o meu http://kuneski.blogspot.com/

RivaEscrita disse...

Uma pena que são tantas as bocas, para apenas dois. Por isso toda mulher deveria ser só seios.

Delírio das Boboletas disse...

bela poesia!!
bjs