segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Quero te ver sofrer de gozos...


Quero a tua mão afagando coxas,
Seios, rachas e outros bichos
Quero te ver torto e com a língua roxa
Titubear teso, duro e em riste
Roçando muros, esfregando toras
Donde o leite "in natura" jorra
Não somente expele mas também deriva
Entre fantasias, espelhos e imagens cruas
Da libido que te alimenta e te apavora
Porque chego de mansinho e fecho
Todos os diques que te dedico...

9 comentários:

EU SOU NEGUINHA disse...

Adorei teu blog e passando para agradecer a visita.
Linkei vc...
Beijos insanos

Delírios das Borboletas disse...

lindo e de muitos desejos.
real e verdadeiro, achei muito bela suas poesias.
beijos

Dando a Bunda pra Bater disse...

Eis um sofrimento que eu adoraria ser submetido.

"Submetido" no bom sentido.

Beijos,

Enfil

Volúpia disse...

Nossa!

Muito bom.
Linda poesia.. forte e intensa.

Tens talento!

Beijos!

Bosse H disse...

Lindo

Zeze disse...

Oi

Quando assim é, é Maravilhoso!!!!

Beijoka

Rogs disse...

Muito, bom, como de costume.
bjs

Tio Rogs disse...

Oi, li algo que me lembrou vc.
http://www.germinaliteratura.com.br/erot_deztf.htm

Bjs

Atre disse...

sempre libidinosa e intensa na medida certa