terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Recado da Santinha


De todos, apenas ele, sabe passear com a língua no meu corpo...

Me faz as trilhas mais saborosas
se enrosca nos pêlos e pentelhos...
Sobe e desliza a bandida lasciva
apetece o meu corpo na lida...
Me deixa com tremores nas pernas
e nas coxas salivadas.
A baba mais assanhada
misturada às salácias...
Parece um felino
parece um gato...
um vira lata
Me deixa no cio, no cimo e no ápice
me arrepia no dorso e nas ancas...
Me lambe como se eu fosse a única
A mais vadia
a mais ardida
a mais safada

PS: Mas, jamais se esqueça, que de todas elas que te encaixam, eu sou a mais santa!

4 comentários:

Volúpia disse...

Ui. Chega me arrepiei com esta poesia.

.. e me lembra bem..rsrs.. pois bem que pareço uma santinha.

Prince Cristal disse...

Excelente.
Muito excitante, voce esta cada post mais inspirada...
Delícia.

Rogs disse...

Santinha do pau oco... e duro...
Muito bom, pra variar,
bjs do tio

Apogeu disse...

Uau, nada melhor do que explorar o corpo de uma mulher com lambidas e tatos, e obsevar a entrega dela, principalmente aquela mulher q se ama.

xupadinha do apogeu