quinta-feira, 12 de março de 2009

Confesso que tentei me conter, mas derramei...


Confesso que pequei...
Em ti desfilei meus pensamentos
os mais devassos
os mais mundanos
Confesso que me toquei
tentei sentir-te em meus dedos
Exalei todo o perfume
e todo o desejo...
Frascos de alquimia em minha pele
Confesso que te sorvi
sentindo o gosto do meu próprio fluído
Tentei disfarçar... dissimular... mas aconteceu...
Me dei em você... me ofereci em tua boca desnuda
senti teus lábios sugando-me no cálice...
Quebrei-me em doses de ti
e ofegante não resisti...
Derramei-me em teu corpo
corrompi-me em prantos...

Vício & Dor

17 comentários:

Teu professor disse...

Linda, você é linda.

Deliciosamente Atrevida disse...

A entrega cada vez mais deliciosa cheia de mistérios a se desvendar, coisas deliciosas que ficam guardadas, mesmo a sós, mas no fundo a mente não o está.. pensamento está na pessoa, nesses momentos...


bjo grande!

Christi... disse...

Muito bonito o poema, sensual e viajante nos sentidos.

Parabéns,

Bjs,

Chris

Apogeu disse...

Muito gostosa a poesia, uma mulher se tocando é algo simplimete sublime, e muito bonito isso de apesar do corpo a sós, a alma esta acompanhada pelo outro.

xero

A.S. disse...

Ah!... bendito pecado que nos faz viajar em ondas de tão intenso prazer!...

Delicioso... irresistivel!...


Beijos...

Anônimo disse...

Linda, adoro o jeito como escreves e bem sabes. Você tem um estilo delicioso e me deixa torto. Me chame de novo, me grite e me clame. Sou teu e de mais ninguém.

o casalqseama* disse...

estás perdoada!


rsrsrs
lindo poema!
bjão da fê =D

O Profeta disse...

Intenso...!


Doce beijo

Giselle Sato disse...

A descrição mais que perfeita da intimidade. Garota vc se supera cada dia...Bjs

V disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bernardo Lupi disse...

Um orgasmo até ás lágrimas...fantástico!!!

Olavo disse...

Nossa em..hj sem palavras..rs
beijão

THC disse...

bello blog.
besos.

Monday disse...

e olhar a foto e imaginar assim tua expressão ... ah, que vontade de ser esses dedos e essa mão ... de ser boca e beijos, e provar teu cálice de tesão ...

Escrevendo na Pele disse...

E eu queria que fosse mesmo você, Monday.

almaquio disse...

Cada viagem que faço em ti, por meio de teus textos, vou aos píncaros do zênite. Faltam-me adjetivos para descrever-te. Bjs.

Aprendiz disse...

Hmmm... quem tem prazer assim consigo mesmo, o que fará com os outros!
É aí que começa o caminho, conhecendo-nos!
Como sempre senti tudo o que li, não fosse escrito na pele! ;)

Beijos