domingo, 1 de março de 2009

Pele na pele...


Fosse tua língua o açoite

em todas as coxas, dorsos e ancas

sendo o derrame a sua marca

sobre as nódoas extasiadas... (ainda assim...)

Deito-me nos vestígios

sentindo o cheiro e

lambendo o gosto

da tua pélvis emoldurada

lambuzada nas minhas partes...

Rebolo em contorces

acreditando que do visgo

ainda te reveles a fêmea

que te deu o primeiro orgasmo...


By Murmúrio

2 comentários:

V disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teu observador disse...

Linda, se a minha pele falasse...