domingo, 12 de abril de 2009

Deusa Profana


Ao relento... entre os ecos das montanhas... o meu nome, Vênus, adocicada pelas artimanhas de Baco. Pelos encantos de Isthar, amada amante... nua em altares flutuantes. Pés pequenos tocando horizontes. Onde os alados seres esvoaçantes galopam sentindo o corpo da deusa. Corpo exuberante e pelos brilhantes como o resplendor do crepúsculo altivo... olhos enviesados como os adivinhos dos desérticos Oásis... Por entre as coxas, desliza um deus fluvial... um deus que refaz as suas entranhas... um deus que declama aos quatro cantos do universo o quanto é gostoso o seu plexo. Pueril e inocente. Malicioso e indecente... ela tece orgasmos... respingos de prazeres nos Silvanos orientais. Homens experientes... deusa pequena e indecente. Aquela que reza na terra dos homens e se deita com todos os anjos... ao léu... a oração que santifica e consola... profanação.

Eu & Kothbiro
(A canção dos meus dias)

10 comentários:

T disse...

A imagem que tenho do texto..deste lindo texto...deixa-me estarrecida, em pura fantasia e cheia de desejo..sim..profano!!


Lindissimo!!

Gostei..adorei! :)

beijos querida*

Teu Poeta Vagabundo disse...

Linda, só uma pessoa sensível para demonstrar isso que está sentindo. Kothbiro! Espírito. Você querendo ou não é transparente, é essência, é multi facetária. Tantas em você que me perco. Tantas de você que me acho. Linda! Sensível e adorável! As suas asas estão em pleno voo... pelas montanhas, pelos crepúsculos, pelos desejos, pelos desertos... lúdica! Lúbrica! Você tem mais de cem e é tão jovem... você flutua pelas terras distantes e me chega com incensos na pele. Linda Kothbiro! (não viaje muito... fique.)

Anônimo disse...

Deusa, eu conheço essa foto.

Sonia Schmorantz disse...

Que tenhas uma nova semana muito feliz.
beijo

SHIRANGANO disse...

Poesia na alma eh o que sinto neste magnifico cantinho que pretendo visitar com frequencia.

Mr.D disse...

la estoou eu babando

Ric disse...

Ô deusa divina!
Lindo e delicioso.

Beijo.

Nuno disse...

não conheço esta... mas tem uma letra... :)

Seline disse...

Sublime poesia em prosa.
Doçura e sedução... que combinação deliciosa.
Beijo

Eduardo Marculino disse...

Parabéns pela linda postagem...esse BLOG esta sempre maravilhoso.
gostaria de lhe presentear com um selo que ja esta guardado a um tempo para você...
http://historianovest.blogspot.com/search/label/Selo%20leitor%20indispens%C3%A1vel

Um abraço e espero que goste