domingo, 31 de maio de 2009

Encharcada



Das águas que me escorrem

e me dormem entre as coxas

como náufragas (sem escanfandro).

São-me águas que me tocam

feito Iaras encantadas

de liras, alaúdes e queda d'águas.

Essas águas que me molham

são também de Netuno-puto

um deus onipotente

que me suga até o sumo,

que seca e que me marca...


By Murmúrio

4 comentários:

Momentos disse...

delicia de frescura e cândura estas palavras ;)
beijo

Alvim Dias disse...

Assim eu ficarei molhado...

Blue disse...

Que bela foto.
Posição assim, não há quem não goste!

Beijos

Dani disse...

É maravilhoso o seu talento com as palavras. Parabéns! Me tornei uma fã, sem dúvidas.
Tomei a liberdade de reproduzir este post novamente.
bjs
Dani
pontorouge.blogspot.com