sexta-feira, 22 de maio de 2009

Não quero dormir sem os seus dedos


Quero os seus dedos
molhados da minha saliva
o toque no clitóris mais atirado
mirando teu desejo de sugá-lo
Quero que me bebas em goles
que massageie o ponto da libido
- ele te indica o caminho -
quero no mais tê-lo e metê-lo
todos os dedos em riste
fazer ciranda sem rodeios
e num cálido êxtase
adormecê-lo na sua língua

Posted by Vício & Dor

7 comentários:

Blue disse...

Não escreva isso numa sexta a noite...., como se para isso tivesse dias de semana... claro que não!


Beijos

Ernani Netto disse...

Só os dedos?

Bjaum

Mário Margaride disse...

Olá!

Os dedos, são a suave pluma que acaricia, e nos faz levitar...

Belo e sensual poema.

Beijinho e um excelente fim de semana!

Mário

Giane disse...

Poema, que excita...

Beijos mil!!!

T disse...

Mãos, dedos, toque....


Hummmm...perfeito!


beijos :)

Paulo Martins disse...

Bom saborear o toque dos teus dedais na imaginação do libido, e saber que adormecer no teu sabor pode ser cirandar nos sonhos, também é vontde de querer...
Maravilha!!

O Especialista disse...

Nossa, pra me atissar não precisava metade, frenezi!!

Att,

O Especialista