sábado, 2 de maio de 2009

Tocando o cinzel


É nessa ferida que escondo
todo o licor que te embebes
É nessa nesga, corte fino de
lua minguante esvoaçante,
é que mostro ao céu o desenho
(uma estrela linda e fina em
forma de boquinha saliente).
E é nessa posição que eu sinto
a sua língua me lambendo...
É nessa passagem estreita
que o sol se põe por entre as
coxas entreabertas... uma sombra
se faz por entre os meus pêlos...
E a noite é embalada por entre os meus dedos...
Uma chuva fina cai
um filete de sangue esvai-se
marcando o meu gozo transparente...
Um cheiro adocicado e fugidio
adornando os dedos
e a madrugada na soleira
gemendo como ninguém...

Posted by Vício & Dor

10 comentários:

Momentos disse...

Vês e compreendes agora porque fico marcado a ferro e fogo? Este texto está simplesmente divino...
beijo

Teu Poeta Vagabundo disse...

Minha mulher deliciosa. Quantas peles te revestem e quantos dedos te intocam e se tocam ávidos de prazeres...? gostosa!

Dando a Bunda pra Bater disse...

Essa foi na pele e na alma!

Beijos e bom final de semana.

Enfil

Erica Maria disse...

Ah, adorei isso!

Não como ler e não excitar-se!

Palavras bem colocadas e tesão espalhado por cada letra!

Lindo!

Bjos!

Ernani Netto disse...

Nossa!!!!

Isso me deixou inspirado!

Lindo e sensual, que seduz sem vulgaridade!

Bjaum

Blue disse...

Sensual, belo, cativante.
Ferida que adoça a alma da gente.
Lua minguante, fonte de muito prazer!

Beijos

LEO disse...

Vc tem o "tesao" nas maos!
Porra como escreve gostoso e tesudo!
E um gozo só!
Continuas sumida!
Bjsss do LEO

Ric disse...

Amo muito tudo isso aí!

Beijos.

Y disse...

É... a imaginação correu solta agora...
Parabéns!

Anônimo disse...

...fantástico esse mundo criado, essa atmosfera totalmente privada, mesmo sendo convidativa, ..lindo mesmo...prima...