sexta-feira, 31 de julho de 2009

Àquela que me lambe ...


Deixo que a pomba pouse
majestosa e alada
sem pejo ou vergonha

movimentando delicada
fazendo ondas sorrateiras
com os quadris de huris
na língua navalhada

Derramando na Pele Nua ...

6 comentários:

silvioafonso disse...

.

Não penso no desabrochar de tuas pétalas, pois com este gesto o perfume da tua nudez se desprendeu me arrastando o sentimento até aos teus pés, aonde estou.
Esconderei a luz, se for preciso, não quero sonhos, quero siso e não riso, mas do gozo regozijo apertando entre os dentes esta vontade absurda de gritar.
Eu não vejo com os melhores olhos esse abrir secreto de uma travessia, não quero o híbrido que confundo raças, mistura espécies e confunde a natureza podendo criar vidas como a tua e quem sabe como a minha.

silvioafonso.





.

Blue disse...

Somente a foto já valeu a visita aqui!
Beijos

LEO disse...

Menina
sumiu porq??
bjss LEO

Poeta69 disse...

Derrama-te...

[ rod ] disse...

Essa boca lembra a uma amada e seus desejos.

bjs,






Novo dogMa:
há gosTo...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

iaiá disse...

hummm fique molhada...lindo! e delicioso. bj