domingo, 20 de setembro de 2009

A falta que sinto...


e nos pelos elos de suores
quando os dois se fundiram - carne
núcleo, pólen, centro da gruta
e no caule, a seiva escorria
lisa andarilha e escorregadia

- abrindo-me, metendo-me...

com os furores dos bárbaros
pura heresia, fantasia desmedida
que me contorcia e me ascendia
e na umidade rasa expelia
todo o gozo de amor e nostalgia
pelo que fui e ainda sou

tua fêmea, tua flor, teu espanto

boca turva da gosma rouca
nos meus dedos cintilam o seu aroma

cede o feltro da língua
lambe a falta (te sinto tanto...)
e faz de mim a pegada louca
como o grito daquela noite

Posted By Vício e Dor

13 comentários:

giu disse...

adoraria abrir-te, meter-te...
não há palavra para descrever o tesão que me deste...

LEO disse...

a falta que vc faz!
Vai entender!
Bjsss
LEO

T disse...

Encantador!

Um beijo..

Poeta69 disse...

Maravilha!

Layara disse...

Como o grito daquela Noite
que ficou marcado no coração
Agora a falta que sinto
somente esse grito
que arrepia a pele
me acalma a Alma.


Um beijo do meu Horizonte!

L'amant disse...

Fascinante!
Beijos,

EU SOU NEGUINHA disse...

Menina;
Demais....
beijos da Nega

Lolla disse...

ô de caaaaaaaaaasa?
tô entrando pra te dizer q seu blog é lindo e que gostaria muito tê-lo no meu blog (se puder)kkk
voltarei!
bjusssss

Kleiton - Simplesmente Ser disse...

Envolvente bjos

Carlão disse...

Essa é também a falta que sinto!

e quanta falta faz!

pontorouge disse...

Ai... Fiquei sem ar...

beijo rouge

Dani

Nely (T) disse...

Erótico, profundamente...

Beijo com...Arrepio na pele.

[ rod ] ® disse...

tesão em ponto agudo... sinto-me assim ao ler-te.