terça-feira, 16 de março de 2010

Mesmo sem você... eu ardo.


Eu gozo mesmo sem você
não abrevio
intensifico o meu prazer
essa coisa de céu
num inferno quente
de estrelas cadentes
e lascivo querer...

Eu gozo
como transbordo
num lago
descendo a canoa
pernas abaixo
ventre molhado
e me jogo de peito
tetas afogueadas
num orgasmo efebo e infantil...

Eu me dou delicada
nos dedos pingados
na boca rachada
da febre que me sufoca

Quente...

determinada
a sentir mais uma vez o céu...
e o inferno viril
supremo diabo
que me pega de jeito
toda avermelhada...

Eu gozo...
eu ardo...
com você.

Posted By Absinto.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Dá-se todo em minha boca


Cala a minha sede no teu falo
com as gotas que precedem
teu líquido desvairado
sobre a minha língua aparadora
desses teus trejeitos...
- empinando o ventre,
a pica, o pau e a peia
Dá-me sedutoramente!

Posted By Absinto.