quinta-feira, 4 de março de 2010

Dá-se todo em minha boca


Cala a minha sede no teu falo
com as gotas que precedem
teu líquido desvairado
sobre a minha língua aparadora
desses teus trejeitos...
- empinando o ventre,
a pica, o pau e a peia
Dá-me sedutoramente!

Posted By Absinto.

7 comentários:

DeepBlue disse...

As tuas vontades escorrem em versos..

Adorei a sua fonte, belo blog.

Zé das Cricas disse...

Essas vontades, assim descritas, enchem-me de tesão!

Jaque disse...

Ah, que vontade!!!

Isaias Edson Sidney disse...

É assim, de palavra em palavra, que vem A PALAVRA e o verso escorre, tesudo... Bom, muito bom.

Claudeko disse...

Minha querida, há muito não me visita mais, não é sedutora sua ausência, então esperei até agora, por não suportar tanto vácuo, desejei ser aquele falo que se aconchega morno numa garganta latejante, e como que ejacula nos olhos, formando letras cheias de significados, digo saudades!

Gastão de Brito e Silva disse...

Finalmente encontrei o meu ser...
estou só e com vontade de viver...

cada dia que passa tiro um ensinamento,
tudo o que faço é com sentimento,

descobri uma nova vida...
coerente e unida...

com vista a evoluir até ao firmamento...
e terei presente a todo o momento...

a mais forte das sensações...
...despejar os colhões...!!!!

xe

Ric Dexter disse...

Seu desejo é uma ordem!